Estar no LinkedIn é bom para o empregado e para a sua empresa?

Estar no LinkedIn é bom para o empregado e para a sua empresa?

Empresas e funcionários no Linkedin?

Não tenho interesse no Linkedin! Não estou à procura de emprego!

Os meus colaboradores não precisam de Linkedin – até parece que os quero despedir!?

 

Recebo muitos comentários de que “se alguém de um dia para outro começar a mexer no seu perfil do LinkedIn e/ou começar a ficar mais ativo, significa que procura emprego e quer sair da empresa”. E se essa pessoa for um empregado seu, então coloca-o em alerta – “ele quer deixar a minha empresa!”.

O LinkedIn é uma rede profissional por excelência, e é natural que todos os profissionais desejem estar e participar da melhor forma para desenvolver a sua marca profissional, seguir tendências, analisar o que a concorrência está a fazer e/ou construir redes. O melhor de tudo, é que não só o funcionário ganha, mas também a empresa.

 

Quais os 5 benefícios que a empresa obtém da atividade do seu funcionário no LinkedIn?

1. O funcionário está mais e melhor informado sobre o que acontece no seu setor de actividade – novas tendências, o que a concorrência está a fazer, quais os especialistas, eventos e atividades que podem interessar, etc. Enriquece o perfil profissional do empregado e coloca também a empresa onde trabalha na órbita de outros profissionais.
2. Se é um empregado ativo no LinkedIn, que partilha experiências e conhecimentos, então será um profissional conhecido e reconhecido e poderá desenvolver uma boa reputação online. E que melhor carta de apresentação pode uma empresa ter, do que ter funcionários com uma excelente reputação online?

3. Muitas pessoas estão à procura informação da empresa no LinkedIn e geralmente podem encontrá-la na página corporativa e nas publicações do seu conteúdo. Mas uma das áreas mais visitadas no Linkedin é mesmo a lista de funcionários que estão no LinkedIn. Mostre-me os seus colaboradores, dir-lhe-ei que empresa é!

EDP Linkedin

EDP Linkedin

4. A divulgação da empresa será maior se envolver os funcionários na promoção das suas publicações – chamo-lhe “employee advocacy.

O próprio Linkedin já tem uma solução para facilitar este processo de partilha de conteúdo por parte de colaboradores da empresa – Linkedin Elevate.

5. A rede de contatos da empresa será mais ampla, os contatos dos seus funcionários geralmente seguem a atividade da empresa. Os profissionais de recursos humanos e os comerciais da empresa terão um excelente campo para nutrir contactos valiosos para a organização.

Por outro lado, o próprio CEO da empresa também tem aqui um espaço de  comunicação com a sua audiência / mercado, elevando os níveis de notoriedade da empresa.

Qual pode ser a atitude da empresa para o facto do seu empregado estar no LinkedIn?

* O empregador deve incentivar os seus funcionários a estar no LinkedIn! O empresário sabe que é bom para a empresa e para os colaboradores e incentiva-os a fazer parte da rede.

Mas essa evangelização pode ser difícil muitas vezes dado que muitos funcionários não querem saber nada sobre o LinkedIn e podem ser forçados e sem qualquer objetivo porque estão “incentivados” pelo chefe …

Neste ponto, o empregador deve transmitir os propósitos desta ativação digital, os benefícios para os colaboradores e o seu papel preponderante para o atingir de objetivos da empresa, e deixar no final a escolha do empregado de ser ou não ativo na rede.
* O empresário não quer que os seus funcionários estejam no LinkedIn! Ele teme que, se o empregado descobrir outras opções, quererá sair da empresa. Se o funcionário estiver feliz e reconhecido, não importará o que vê pelo mundo digital.
* O empregador não se importa com o que os seus funcionários fazem no LinkedIn. O empreendedor talvez não conheça os benefícios de estar no LinkedIn ou ainda não encontrou uma boa razão, tudo é respeitável.

O LinkedIn é uma rede que se for bem utilizada, pode ser vantajosa para funcionários e empresas.
Por outro lado, poderíamos falar sobre o mal que pode fazer um empregado com má reputação online. Nesse caso, a empresa pode fazer algo a esse respeito?
Tem medo que os seus funcionários estejam no LinkedIn?

Já avaliou os benefícios de ter funcionários do LinkedIn com boa reputação online?